Bons números do agro em Goiás divulgados. Iporá não aparece em listas

28/12/2021
dados-da-economia-de-goias28122021.jpg

Uma publicação divulgada pelo Governo de Goiás traz informações sobre a economia do Estado na área de agricultura, pecuária e abastecimento. Os principais produtos cultivados e animais de mais peso na economia e que são criados são destaques em abordagem que mostra a participação dos municípios em cada item. 


Iporá não parece em nenhuma das várias listas como destaque em algum tipo de produto ou criação de algum animal. Mas outros municípios da região do Oeste Goiano são citados. Por exemplo, Paraúna, um forte município desta região do Estado, é apontado como muito produtivo. Paraúna é primeiro lugar em uva; quarto lugar em café; quinto lugar em soja; e sétimo lugar, tanto em milho quanto no plantio de árvores para madeira (silvicultura). E Paraúna é ainda o décimo lugar no Estado em suínos. 


Na área de bovinos a região do Oeste Goiano tem os municípios em terceiro e quinto lugares: Caiapônia é terceiro e Jussara em quinta colocação. Caiapônia aparece ainda em sexto lugar no plantio de abacaxi e sétima colocação em extensão de áreas com plantio de algodão. Jussara, onde o plantio de feijão irrigado é muito cultivado, está em quarto lugar nesta cultura. E está também em quarto lugar na criação de ovinos. 


Outros destaques da região do Oeste Goiano são: abacaxi em Palminópolis (10º lugar); lã em São João da Paraúna (4º lugar); bananas em São Luís de Montes Belos (8º lugar); criação de bubalinos em Itapirapuã (4º lugar); palmito em Aurilândia (4º lugar) e criação de caprinos em Doverlândia (6º lugar). O município de Britânia também se destaca em caprinos (7º lugar). 


A divulgação das riquezas é uma publicação de novembro de 2021, feita pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). O levantamento e a edição de dados são responsabilidades da Gerência de Inteligência de Mercado da Superintendência de Produção Rural e Sustentável da Seapa. 


Tiago Mendonça, Secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, sobre esse assunto, afirma que, “seja dentro ou fora da porteira, o agronegócio tem mostrado sua força para o desenvolvimento econômico e social do estado de Goiás. As atividades agropecuárias estão presentes nos 246 municípios goianos e contribuem, enormemente, para a produção e o abastecimento de alimentos, exportação de produtos, criação de postos de trabalho, geração de renda, assim como estímulo à indústria e ao comércio. Isso representa mais recursos no mercado, mais pessoas tendo acesso à educação, à segurança, ao lazer, entre outros”. O secretário de agricultura ainda destaca que “é importante ressaltar que o agro não está ligado apenas ao campo. É responsável por impactar vários setores da economia goiana”.


CLIQUE AQUI PARA VER MAIS SOBRE O ASSUNTO

O que achou dessa Notícia?
4 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente