Previsto para 2022 que Iporá vai ter perda de 2,34% em ICMS

11/10/2021
icms11102021.jpg

Ainda não é definitivo, mas a Federação Goiana dos Municípios (FGM) está divulgando um quadro em que mostra que para o ano que vem (2022) o município de Iporá terá perda em seu repasse de Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Essa perda será de 2,345%.


O índice é provisório. Cabe recurso com vistas ao que será definitivo, a vigorar em primeiro de janeiro próximo. Essa avaliação é feita todo ano, com base na movimentação financeira de cada município, no ano anterior. Para ter um resultado de retrocesso, isso significa que o aspecto econômico não esteve tão bem no ano passado. 


Esse cálculo de ICMS a ser fatiado entre os municípios é feito pela Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), através do Coíndice, instância que é representada por todos os envolvidos nesse processo econômico de relações intermunicipais. 


Na análise do valor adicionado Iporá tinha 0,1679926 e passa a 0,1630972, com perda de -2,914%. E na análise do índice final Iporá que tinha 0,2086430 e passa para 0,2037476 97, com perda de -2,346%. A posição de Iporá passa a ser a de número 87 em Goiás. São 86 municípios do Estado com melhor receita de ICMS do que Iporá.


Enquanto Iporá perde receita, cidades como São Luís de Montes Belos ganham receita de ICMS. O índice de São Luís foi tão positivo ao ponto da cidade subir para a posição de número 32 em Goiás. Outras da região que ganharam receita foram: Jussara, Caiapônia, Piranhas, Doverlândia, Aragarças, Anicuns, Amorinópolis, Israelândia, Diorama e Arenópolis.

O que achou dessa Notícia?
18 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente