Dia Mundial do Meio Ambiente e 50º aniversário da Conferência de Estocolmo

06/06/2022
planeta-terra06062022.jpg

Texto de Oivlis Áldrin Charles Morbeck Barros de Souza


Neste domingo, 5 de junho, comemorou-se o DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE e o 50º aniversário da realização da CONFERÊNCIA DE ESTOCOLMO, capital da Suécia, quando teve início a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento e Meio Ambiente, que reuniu 113 países, incluindo o Brasil. 


Foi um marco na história por ter sido o primeiro com participação e encontro de vários países tratando de questões socioambientais, que culminou com a elaboração da Declaração da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, sendo o primeiro registro do reconhecimento do direito humano a um meio ambiente com qualidade. 


Naquela oportunidade o governo brasileiro, sob o duro regime militar (ditadura), tinha posição de que era preciso “desenvolver primeiro e pagar os custos da poluição mais tarde”, conforme declarou na conferência o Ministro Costa e Cavalcanti, chefe da delegação brasileira e Ministro do Interior.


A questão ambiental nos dias de hoje no Brasil tem vivido momentos difíceis e preocupantes e, especialmente, no dia de hoje, 5 de junho, que é celebrado o DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE e o 50º aniversário do início da realização da CONFERÊNCIA DE ESTOCOLMO, cabe a cada um de nós uma reflexão do que desejamos para esta e as futuras gerações como humanistas e sonhadores (independente de nossas opções partidárias, ideológicas, religiosas e políticas) por um mundo melhor para todos, vivendo num ambiente menos degradado e com menos impactos ambientais em razão da nossa interferência no meio ambiente respeitando toda forma de vida, incluindo a humana.


“Nossa casa comum” como nos diz o Papa Francisco, na Carta Encíclica Laudato Si’ nos alerta que “o urgente desafio de proteger a nossa casa comum inclui a preocupação de unir toda a família humana na busca de um desenvolvimento sustentável e integral, pois sabemos que as coisas podem mudar”.


Oívlis Áldrin Charles Morbeck Barros de Souza é serventuário da Justiça, ambientalista e idealizador para a criação do Parque Municipal Ecológico de Iporá.


 

O que achou dessa Notícia?
4 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente