Geógrafo alerta sobre agrotóxicos que chegam junto com sojicultura

23/12/2021
murilo-souza23122021.jpg

Murilo Mendonça Oliveira Souza: é hora das pessoas avaliar o ônus e bônus da agricultura com base no uso intenso de agrotóxicos

O Glifosato, agrotóxico essencial no plantio de soja, foi assunto de recente audiência pública on line que debateu sobre o avanço da soja em terras iporaenses e sobre suas consequências econômicas e ambientais. 


Murilo Mendonça Oliveira Souza, geógrafo e que coordena o Núcleo de Agroecologia e Educação do Campo da Universidade Estadual de Goiás (UEG) no campo da cidade de Goiás, foi um dos convidados da vereadora Viviane Specian, numa audiência onde o que foi dito sobre impactos de agrotóxicos na saúde humana, foi muito preocupante para os assistentes. 


Eram muitos os presentes nessa audiência pública. Os que ouviram as palavras deste geógrafo muito entendido sobre  agrotóxicos ficaram preocupados, afinal, em Iporá, a soja avança fronteiras, inclusive, dentro da bacia de onde se capta a água que abastece as residências da cidade. 


Murilo Mendonça Oliveira Souza, que além de professor, é também documentarista, mostrou ser conhecedor de números da agropecuária iporaense, citando que em 2007 já eram 77.000 hectares de terras deste município destinadas a agropecuária, sendo que destes, 2.470 já eram de soja. 


O geógrafo afirma que Iporá ainda tem 57% de áreas de pastagens e sujeitas a plantios, inclusive, para soja. O palestrante afirmou que esse avanço da soja traz uma fragilização das bacias hidrográficas e que a bacia do córrego que abastece Iporá só tem 10% de vegetação na sua superfície. 


O professor Murilo Souza disse que para se saber mais sobre contaminação de agrotóxico, há dados sobre todos municípios brasileiros, bastando na internet a pessoa interessada acessar dados da Agência Repórter Brasil. Para o professor, é hora das pessoas avaliarem o ônus e bônus da agricultura com base no uso intenso de agrotóxicos. 


Além deste enfoque em agrotóxico, a audiência pública que foi mediada pela vereadora Viviane Specian, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, trouxe vários outros assuntos de natureza econômica e ambiental. Também participaram do evento on line os seguintes palestrantes: Wanderley Pignat (Neast / Abrasco ), Divina Lunas (CCseh/TECCER/UEG) e Paulo Salviano (IF Goiano Campus Iporá).  

O que achou dessa Notícia?
11 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente