Recuperação da Nascente Grota Seca: 11 anos do projeto à realidade

07/09/2021
9c23c53f-4784-4603-b4cd-85769a7c6e0107092021.jpg

Há 11 anos, em 7 de setembro de 2010, o serventuário da justiça Oívlis Áldrin Charles Morbeck Barros de Souza dava início ao projeto acadêmico de conclusão do curso de Pós-Graduação em Responsabilidade Social e Ambiental, pela UniEVANGÉLICA de Anápolis, em convênio com o Tribunal de Justiça do estado de Goiás, denominado “RECUPERAÇÃO E CONSERVAÇÃO DA NASCENTE GROTA SECA”, que culminou com a criação do PARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO DE IPORÁ, em 17 de maio de 2012, Lei nº 1.501.


O parque conta com 14.018,35m² de área e está localizado nas proximidades dos prédios da prefeitura municipal e da câmara municipal, e anexo ao prédio do Fórum da comarca, com 8 pontos de nascentes (sendo apenas uma perene, denominada “Nascente Grota Seca”). Estima-se que existam atualmente no parque, em desenvolvimento, 1.500 mudas, de aproximadamente 60 espécies diferentes, todas do Cerrado.


Em 5 de junho de 2020 Oívlis Morbeck publicou livro contando a história do parque, com o título “PARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO DE IPORÁ: DO SONHO À REALIDADE”, impresso por Oeste Goiano, que teve sua tiragem rapidamente esgotada.


O parque está em processo de recuperação de sua área degradada, muito foi feito, mas muito ainda precisa ser feito, para que possa receber visita da comunidade. Conforme informado pela Engenheira Agrônoma da Secretaria Municipal do Meio Ambiente do município de Iporá, Sra. Gisele Carneiro, está em fase final de ajustes com empreendimento imobiliário proposta de Compensação Ambiental a favor do parque, em que o empreendimento se comprometerá em realizar algumas benfeitorias e manejos na área para que possa receber em breve visitação.


Aproveitando a data comemorativa do projeto acadêmico e com o objetivo de tornar público, brevemente será disponibilizado no site do Oeste Goiano, o livro "Parque Municipal Ecológico: Do sonho à realidade", como fonte de leitura, pesquisa científica, histórica e socioambiental e de agradecimento por aqueles que direta ou indiretamente contribuíram e/ou contribuem com sua existência e  conservação e por algum motivo não puderam ou não tiveram acesso ao livro.


Acompanha esta publicação algumas fotos do parque tiradas no final da tarde de 6 de setembro de 2021, por Oívlis Morbeck, e foto aérea de 13 de junho de 2019, por Wellington F. Gonçalves, com arte de Alex B. M. Rios.

O que achou dessa Notícia?
12 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente