Superintendente da Codevasf em Goiás virá para avaliar ações possíveis na recuperação hídrica da bacia de córrego que abastece Iporá

22/11/2021
abelardo-vaz-filho22112021.jpg

Abelardo Vaz Filho, Superintendente da Codevasf em Goiás, Experiente político goiano...já foi prefeito de Inhumas e presidente da AGM, estará em Iporá dia 8 de dezembro

No dia 8 de dezembro estará em Iporá uma representação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Cofesvasf) para avaliar juntamente com ambientalistas da cidade e ainda com políticos e com equipe da Saneago, as condições da bacia do córrego Santo Antônio, a fim de se saber o que é possível ser feito a nível de recuperação hídrica daquele manancial. 


Quem vem é Abelardo Vaz Filho, Superintendente da Codevasf em Goiás, gestor experiente que já passou pelo cargo de prefeito (Inhumas) e presidência de entidade municipalista (AGM). 


Sua vinda a Iporá é porque a Codevasf foi acionada por ofício assinado por várias pessoas (ambientalistas, políticos e equipe da Saneago), solicitando seu apoio pela recuperação ambiental da bacia do córrego que abastece Iporá. Abelardo Vaz Filho vai avaliar de que forma o órgão pode contribuir com essa luta da comunidade iporaense, ora temerosa por crise hídrica em períodos de estiagem. 


O manancial que abastece a cidade, Ribeirão Santo Antônio, a cada ano tem sua vazão de água reduzida em razão da forma de ocupação do solo da sua bacia ao longo de muitos anos. Suas nascentes sofreram graves intervenções que provocaram assoreamento e consequente morte de várias delas. A vegetação ciliar foi drasticamente afetada em consequência da implantação de pastagens e lavouras. O risco de desabastecimento de água para a cidade de Iporá é real se medidas de recuperação da bacia do manancial não forem implementadas.


Em ofícios a autoridades, ambientalistas de Iporá informaram a parlamentares sobre projetos de recuperação e manutenção dessa bacia que estão em desenvolvimento. Foi salientado que, entretanto, é necessário serem disponibilizados, para as ações de intervenção na conservação do solo, maquinários específicos, tais como: terraceador, trator, retroescavadeira, pá mecânica, moto niveladora e caminhões.


Sobre local e horário da reunião com Abelardo Vaz no dia 8 de dezembro  ainda não há definição. 

O que achou dessa Notícia?
9 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente