Receptação para celular vendido abaixo da preço resulta na prisão do comprador

13/01/2022
receptacao-culposa13012022.jpg

Celular que custa R$ 3.000,00 vendido por preço que atraiu o receptador

Estão ficando frequentes na Delegacia Municipal de Iporá os casos de receptação dolosa.


Embora a Polícia Civil sempre faça a advertência, alguns ainda caem no ato ilegal de comprar objeto abaixo do preço, produto sem procedência legal e em atitude feita pelo comprador para levar vantagem financeira. 


O assunto em pauta diz respeito ao Artigo 180 do Código Penal, 3° e que trata de receptação culposa.


Na tarde desta quarta-feira 12/01/2022, a Autoridade Policial da Delegacia de Polícia Civil de Iporá deliberou pela lavratura de termo circunstanciado de ocorrência em desfavor de indivíduo que comprou um aparelho celular Samsung, avaliado em R$3.000,00 furtado de uma residência no fim do ano de 2021.


O objeto foi apreendido e devolvido para a vítima. Participaram das diligências o Delegado Bruno e os Agentes de Polícia Luciano e Tatiene.,


A Polícia Civil reforça a sociedade que cidadão que compra produto roubado/furtado pode ficar até quatro anos preso. Além de cometer o crime de receptação, incentivam a prática de roubo e furto.


Não compre produto sem nota fiscal e sem procedência. Desconfie de objetos com valores abaixo do mercado! Não incentive o crime!


 

O que achou dessa Notícia?
8 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente